E tem pra chuchu

Alguns meses atrás, quando o sol e a chuva do verão tornaram nosso "chuchuzal" numa verdadeira selva, que comia os bonecos e sapatos das crianças, ficamos com a tarefa de cortar ele até o toco para mudar a cerca de lugar. No meio do matagal, não imaginei que ele estava produzindo tanto fruto, mas enquanto fomos cortando a trepadeira maluca. alimentamos as cabras e as crianças foram amontoando chuchu.  No final, juntamos algumas dúzias de chuchus! E curiosamente, descobrimos que as gatas adoram chuchu. Além dos frutos, elas mastigaram todas as rebrotas.

O quê fazer com tanto chuchu? Aqui em casa, gostamos de preservar nossas "grandes colheitas" usando um método que se chama fermentação lática. Neste caso, a palavra lacto não se refere ao leite animal e seus derivados, mas sim ao lactobacilo que é responsável por converter os amidos e açucares dos vegetais em ácido lático. Além de inibir as bactérias responsáveis pelo apodrecimento do alimento, o ácido lático promove o crescimento de boa flora no intestino dando um grande impulso para o sistema imunológico. Trazendo fermentação para nossas mesas, aumentamos as quantidades das vitaminas B, omega-3 e enzimas da digestão, que ajudam nosso corpo absorver mais vitaminas e minerais do que conseguimos absorver sem fermentação. Pra quem é vegetariano, é indispensável alimento fermentando na dieta!

 

E pra quem tem interesse em se aventurar na cozinha, deixo aqui uma receita deliciosa.


Chucrute de Chuchu e Cenoura

Ingredientes:

  • 2kg chuchu ralado
  • 2kg cenoura ralada
  • 2 a 4 xícaras de alguma erva picada como: urtiga, dente-de-leão, caruru, etc.)
  • Suco e raspa de 1 limão
  • 2 colheres de sopa de gengibre ralado
  • 1½ a 2 colheres de sopa de sal marinho não refinado


1. Combine chuchu, cenoura, urtiga, suco de limão, a raspa de limão e o gengibre numa grande bacia de inox. Adicione 1½ colheres do sal e começe a massagear ele na mistura. Uma vez que o sal desprende a água, vira uma salmoura. Experimente e veja se de agrada. Caso necessário, adicione mais um pouco de sal.

 

2. Depois de massagear o suficiente para ter uma salmoura abundante, transfira a mistura pouco a pouco para um recipiente grande de vidro. Aperte bem com a mão ou com um pilão de madeira, para tirar as bolhas de ar. Nesse momento, a mistura deve estar completamente coberta pela salmoura. Deixe pelo menos 5 a 8cm de espaço vazio para que as bolhas de ar continuem saindo ao longo do processo de fermentação.

3. O segredo está em não deixar a parte sólida entrar em contato com o ar. Para isso, combinamos algo que preencha a largura do recipiente (seguidor) e possa ainda receber um peso.  Assim, a parte sólida se manterá sempre submersa na parte líquida ao longo do processo de fermentação.

    Uma das maneiras de se fazer isso, é usando uma sacola plástica com água. Ela já é a combinação seguidor + peso. Devemos fechar o recipiente, porém não hermeticamente. Dessa forma, asseguramos que nada entre para dentro do recipiente, mas os gases do processo continuarão saindo.  Em outras experiências, já tive sucesso usando apenas uma folha de repolho (seguidor) e uma pedra (peso).

4. Coloque um pires embaixo do vidro e mantenha-o longe da luz direta do sol, deixando-o fermentar de 7 a 14 dias. Este período vai depender muito da temperatura de sua cozinha e a época do ano. Um lugar fresco é melhor para o processo acontecer. Uma fermentação vagarosa e controlada sempre traz melhores resultados. Dê uma olhada todo dia, observando se a  parte sólida está submersa na salmoura. Quando necessário, aperte a mistura e cubra de novo sempre lavando seu seguidor ou no caso de uma folha de couve, trocando ela.

5. Depois de 7 dias, seu fermentado de chuchu e cenoura está pronto para experimentar. A mistura deve ser crocante e azedo. Si o gosto já agrada, transfere por recipientes menores, aperte bem pra que a mistura fique em baixo do líquido, fecha com uma tampa e guarda na geladeira ou um armazém frio por até seis meses. Aqui em casa não temos geladeira, então é fermentado pra chuchu emtoda refeição.

Aqui, Chincoan está se deliciando com um chapati com fermento natural,  hummus, chucrute de chuchu e cenoura e um bife de folhosas. E como ele mesmo diria, Nhac Nhac!!! 

 

Adicionar comentário


lema agroecologia

logo redeapa

www.000webhost.com